PROJETO FAMÍLIAS AMIGAS
São Miguel do Guaporé e
Seringueiras – Rondônia

Este projeto se realiza em colaboração entre os Claretianos da Catalunha (com a ONG “Enllaç Solidari”), os Claretianos das Paróquias de São Miguel do Guaporé e Seringueiras (RO) e o Claretiano – Centro Universitário, Batatais (SP).

Durante o trabalho do casal Xavier Guasch e Assumpta Arumí como missionários leigos na região de São Miguel acompanhando a Pastoral da Criança, perceberam a necessidade de um complemento alimentar para o desenvolvimento sadio das crianças.

Surgiu a ideia de buscar padrinhos que assumissem o compromisso de oferecer uma ajuda econômica mensal para melhorar a alimentação das crianças. “Enllaç Solidari” lançou o projeto na Catalunha, através das Escolas, Paróquias e amigos dos Claretianos. Em 2002, começou a ser distribuída a ajuda mensal às primeiras famílias selecionadas.

O projeto funciona com os cooperantes de São Miguel, Alex dos Santos e Seringueiras, Marcelo Pinheiro, em colaboração com as paróquias São Miguel Arcanjo e Cristo Rei, que selecionam as famílias com crianças em situação de risco. Os perfis dessas crianças são enviados à ONG “Enllaç Solidari”, em Barcelona, que cuida de encontrar padrinhos.

“Enllaç Solidari” recebe a contribuição dos padrinhos, que é repassada mensalmente ao Brasil, onde o cooperante, em encontro mensal, entrega a cada família um vale de R$ 55,00 para comprar produtos da cesta básica. Paga-se o supermercado e manda-se a prestação de contas a Enllaç Solidari, fechando, assim, o círculo.

 

O mais importante é o contato com as famílias que recebem a ajuda em Seringueiras e São Miguel, e as atividades de formação, promoção humana e cultural ou de geração de renda que são realizadas com elas por meio de palestras, cursos, visitas domiciliares, acompanhamento na pastoral da criança e orientações diversas. Trabalha-se na promoção das famílias, tentando evitar que caiam na dependência. Na Catalunha, mantém-se, também, um contato familiar com os padrinhos, por meio do envio de carta entre as crianças e os padrinhos.

 

Para entrar no projeto, as famílias acompanhadas devem participar dos encontros mensais, dos cursos e manter os filhos na escola. As crianças são desligadas do projeto quando completam 14 anos, quando a família melhora financeiramente ou muda para outro município.

Resultados:

Atualmente, são apoiadas 235 crianças com a ajuda mensal. Desde o início do projeto até hoje, já passaram pelo programa 818 crianças. Como resultado, também temos pais que valorizam mais suas famílias e a importância dos filhos na escola, além do benefício de cestas básicas mensais.

  • w-facebook

© 2023 por Centro VIDA. Orgulhosamente criado com Wix.com