• JPIC-CMF

21 de janeiro, Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. Dia Mundial da Religião

Celebrado oficialmente desde 2007 ( Lei n.º 11.635 ), em homenagem à Mãe Gilda, do terreiro Ilê Axé Abassá de Ogum, localizado em Salvador, o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, comemorado na mesma data do Dia Mundial da Religião, busca assegurar o direito de culto reconhecido pela constituição brasileira ( Const. Fed. Art. 5o, VI), além de servir para alertar as pessoas sobre o problema da intolerância gerado pelo desrespeito às diversas crenças existentes no mundo. Esta comemoração é considerada um marco pela luta ao respeito da diversidade religiosa, pois além de alertar para a discriminação no âmbito religioso, propõe a igualdade para professar as diferentes religiões.


Esta visão é compartilhada pela igreja católica desde o concílio Vaticano II conforme podemos ler na declaração Nostra Aetate, sobre a Igreja e as religões não-cristãs: “A Igreja reprova como contrária ao Espírito de Cristo , toda e qualquer discriminação ou violência por motivos de raça ou cor, condição ou religião”. Segundo o Concílio, os cristãos “ observando uma boa conduta no meio dos homens’’ (1Ped. 2,12) devem, se possível, ter “paz com todos os homens, quanto deles depende, de modo que sejam na verdade filhos do Pai que está nos céus”. Portanto, respeitar, lutar e exigir o respeito das religiões dos outros faz parte do anúncio do Evangelho.

Mbaidiguim Djikoldigam

JPIC CMF Brasil

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo